»Geral - Panambi News

Após massacre em Suzano, casos de ameaça e violência infantil são registrados no RS

Na quarta-feira (13), em Suzano (SP), dois homens – de 17 e 25 anos – invadiram a Escola Raul Brasil e abriram fogo contra estudantes e funcionários, matando sete. Ao perceber a presença da Polícia no prédio, um deles tirou a vida do comparsa e cometou suicídio.

Antes, a dupla havia feito uma vítima fatal em um lava-rápido próximo ao local do crime, de onde roubou um carro para se deslocar à instituição de ensino, totalizando as oito mortes.

O crime abalou a cidade paulista e virou notícia no mundo todo, com grande repercussão na mídia nacional e estrangeira.

CASOS NO RIO GRANDE DO SUL

Depois deste lamentável episódio, surgiram casos de apologia ao crime, ameaças e até mesmo tentativa de agressão, no interior do Rio Grande do Sul, inclusive envolvendo um aluno de colégio militar e uma criança de 6 anos de idade.

SANTA ROSA - APOLOGIA AO CRIME

Com apoio da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO), a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Santa Rosa, cumpriu dois mandados de buscas e apreensão na residência de um jovem, suspeito de fazer apologia ao massacre ocorrido em Suzano (SP).

O suspeito, que havia estudado em Horizontina, teria espalhado mensagens num aplicativo, o que teria causado pânico naquela cidade, levando o diretor do colégio a fazer registro de ocorrência policial.

Segundo o delegado Tiago Teske, a ação na sexta-feira (15) apreendeu balaclava, diários, livros, celular, bandana de caveira, entre outros objetos na casa do suspeito, que agora reside no Bairro Cruzeiro, em Santa Rosa.

O rapaz, de 21 anos, foi levado para a Delegacia para prestar depoimento.

Ele foi liberado e responderá por "apologia de crime" em liberdade. A Polícia Civil investiga o caso.

SANTA MARIA - AMEAÇAS

O Colégio Militar de Santa Maria reforçou sua segurança interna após identificar o aluno que postou, na internet, mensagens alusivas ao ataque contra a Escola Raul Brasil, em Suzano (SP).

No texto, o estudante indicava que outros alunos estariam correndo algum tipo de risco. O autor das postagens e seus familiares receberam atendimento da seção psicopedagógica da escola e foram encaminhados ao Hospital Geral de Santa Maria.

Em comunicado divulgado ontem (16), a instituição vinculada ao Exército afirma que informou o ocorrido ao Juizado da Infância e Adolescência e ao Conselho Tutelar da cidade.

SÃO FRANCISCO DE ASSIS - AMEAÇAS

Um caso envolvendo estudantes de São Francisco de Assis foi parar na Justiça.

Em grupos do WhatsApp e Facebook, eles fizeram alusão ao crime ocorrido em Suzano (SP).

Nas publicações compartilhadas entre os jovens, existem ameaças para alunos da Escola Coronel Pimba e para professores do Salgado Filho.

Brincadeira ou não, o caso foi parar na Promotoria de Justiça, Delegacia de Polícia Civil e Conselho Tutelar daquele município.

DOM PEDRITO - TENTATIVA DE AGRESSÃO

Um caso preocupante envolvendo uma criança de seis anos foi registrado em uma escola da rede municipal de Dom Pedrito.

De acordo com o Conselho Tutelar, um aluno portando um canivete teria tentado agredir um colega. Ninguém ficou ferido.

A criança relatou que foi armado porque o colega havia lhe dado um soco.

A direção da escola discorda da versão da criança.

Fonte: Correio do Povo / Nova Pauta / Sentinela 24h / Nossa Gente Assisense

Matéria publicacada em 17/03/2019
COMPARTILHE ESTA PÁGINA
» Arquivo de Notícias
O panambinews.com é totalmente contrário a prática de cópias não autorizadas de conteúdo, matérias e fotos ( violação de direitos autorais ) e também não autoriza a reprodução de seu conteúdo em outros sites, portais ou ainda em mídia impressa, a não ser sob autorização escrita e certificada. Podendo apenas compartilhar nas redes socias preservando as informações, links e créditos originais.