»Geral - Panambi News

IBGE recebeu autorização para contratar 234 mil recenseadores

Foto: Alina Souza
Foto: Alina Souza

Técnicos do IBGE lançarão campanha "Todos pelo Censo 2020"

Presidência do instituto anunciou um corte de 25% no orçamento da pesquisa e pediu uma redução em seu questionário

Técnicos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) lançarão no próximo dia 30, no Rio, a campanha "Todos pelo Censo 2020", com o objetivo de preservar o orçamento do Censo Demográfico de 2020. A presidência do IBGE já anunciou um corte de 25% no orçamento da pesquisa e pediu uma redução em seu questionário, seguindo uma determinação do Ministério da Economia. Reduzir o número de perguntas fará pouco efeito nos gastos, dizem os técnicos, que temem prejuízos à qualidade do Censo.

A mobilização dos técnicos começou nos escritórios da Avenida Chile, no Centro do Rio, onde ficam os servidores da Diretoria de Pesquisas do IBGE, e recebeu apoio de todos os núcleos da ASSIBGE, entidade que representa os funcionários do órgão. Segundo a socióloga Luanda Botelho, coordenadora do Núcleo da ASSIBGE na Avenida Chile, a mobilização pretende convencer o Ministério da Economia a desistir do corte no orçamento. "O que temos ouvido é que um dos caminhos (para cortar o orçamento) seria reduzir o salário dos recenseadores. Isso não seria suficiente e seria prejudicial para a qualidade", afirmou Luanda.

Na visão da líder sindical, pagar menos para os recenseadores, que são contratados como funcionários temporários, poderá aumentar a rotatividade entre esses trabalhadores, já que aumentaria a chance de eles desistirem do trabalho diante de oportunidades mais vantajosas.

• Economia autoriza IBGE a contratar 400 analistas censitários para Censo

O problema para a qualidade da pesquisa, disse Luanda, é que os recenseadores recebem treinamento antes de ir a campo. Se eles pedem demissão antes de terminar a coleta de dados, o IBGE poderá ser obrigado a substituí-los às pressas, com prejuízo ao treinamento. Semana passada, o IBGE recebeu autorização para contratar 234 mil recenseadores.

Também coordenadora da campanha Todos pelo Censo 2020, Luanda lança dúvidas sobre a economia que a redução do questionário da pesquisa poderia gerar. Segundo ela, os testes piloto do Censo 2020 que já foram feitos apontaram que a aplicação do questionário completo da pesquisa, que tem 112 perguntas e foi considerado excessivo pelo ministro Guedes, leva 14 minutos. Só que apenas uma amostra da população responde o questionário completo. O questionário básico, esse sim respondido por todos os brasileiros, leva sete minutos de aplicação.

Ainda conforme Luanda, cada recenseador aplica em média dez questionários por dia. A cada dez questionários básicos, é aplicado um completo. A líder sindical sustenta que a maior parte do trabalho dos recenseadores é dedicada aos deslocamentos, que são longos no caso dos domicílios rurais, e repetidos, no caso dos domicílios urbanos, dado que é comum morador não ser encontrado em casa. "A cada cinco horas, o recenseador gasta 84 minutos com os questionários", disse Luanda.

Com a campanha Todos pelo Censo 2020, a ideia é receber manifestações de apoio de pesquisadores acadêmicos e políticos. O evento de lançamento será um debate sobre a importância do Censo Demográfico, às 18 horas, no auditório da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no Rio. Correio do Povo

Matéria publicacada em 06/05/2019
COMPARTILHE ESTA PÁGINA
» Arquivo de Notícias
O panambinews.com é totalmente contrário a prática de cópias não autorizadas de conteúdo, matérias e fotos ( violação de direitos autorais ) e também não autoriza a reprodução de seu conteúdo em outros sites, portais ou ainda em mídia impressa, a não ser sob autorização escrita e certificada. Podendo apenas compartilhar nas redes socias preservando as informações, links e créditos originais.