»Geral - Panambi News

Brasil é aceito pelos EUA como aliado extra-Otan, anuncia Bolsonaro

Presidente participou da Festa Nacional da Artilharia em Santa Maria em sua primeira visita ao Rio Grande do Sul depois de eleito

O presidente Jair Bolsonaro, que neste sábado fez a sua primeira visita ao Rio Grande do Sul depois da posse, participou da Festa Nacional da Artilharia, realizada em Santa Maria, na região central do Estado. Em um discurso que não estava previsto na programação do evento, o chefe de Estado fez um anúncio importante que, segundo ele, representa o primeiro fruto colhido da viagem feita aos Estados Unidos.

"Com muito orgulho anuncio que há pouco colhemos um dos frutos da nossa visita aos Estados Unidos. Fomos aceitos pelo presidente Donald Trump como grande aliado extra-Otan. Isso nos permite melhores equipamentos e uma interação maior com o mercado de Defesa. Investir nas Forças Armadas é mais do que se possa pensar: é garantir a nossa paz e a nossa tranquilidade", disse Bolsonaro.

Bolsonaro declarou ainda que as Forças Armadas devem sempre estar preparadas para proteger as riquezas brasileiras e evitar qualquer ameaça ao país. "É uma honra estar aqui no Rio Grande do Sul. O mais importante nesta data é a memória de Emílio Luis Mallet, que mesmo nascendo fora do Brasil, veio para cá e fez história em uma das batalhas mais memoráveis, em que muita coisa estava em jogo", acrescentou ao citar a encenação da Batalha do Tuiuti, um dos confrontos que integraram a Guerra do Paraguai.

Durante o discurso o presidente ainda fez elogios aos gaúchos e também aproveitou para voltar a defender publicamente o armamento individual da população.

O vice-presidente Hamilton Mourão, que está no Estado desde a quinta-feira, participou do cerimonial ao lado de Bolsonaro. Ambos foram recepcionados pelo prefeito de Santa Maria, Jorge Pozzobom, e pelo governador Eduardo Leite.

A Festa Nacional da Artilharia é comemorada anualmente desde 1996. Durante a cerimônia ocorreu a encenação da vida do Marechal Emílio Luis Mallet, Patrono da Artilharia do Brasil, o que envolveu centenas de militares retratando batalhas históricas. "É muito bom integrar o Exército, ainda mais quando se é da artilharia”, disse o presidente. Tanto Bolsonaro como Mourão são oriundos da arma de Artilharia e passaram pela Academia Nacional das Agulhas Negras.

Ambos participaram do cerimonial em alguns momentos, como quando, ao comando do presidente Bolsonaro, o vice deu um tiro de canhão. Eles também integraram um desfile militar.

O evento foi marcado pela segurança reforçada nas proximidades do Regimento Mallet. O público no evento foi limitado a convidados e familiares de militares. Antes de chegar ao local, Bolsonaro foi saudado com muita festa em Santa Maria. A comitiva foi acompanhada por centenas de pessoas com bandeiras do Brasil e cartazes. O presidente foi recebido aos gritos de "mito".

Em um dos momentos de interação com o público, Bolsonaro pegou um boneco com a imagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vestido de presidiário, deu tapas no rosto e o lançou para o alto.

Correio do Povo/ repórter Renato Oliveira

Matéria publicacada em 15/06/2019
COMPARTILHE ESTA PÁGINA
» Arquivo de Notícias
O panambinews.com é totalmente contrário a prática de cópias não autorizadas de conteúdo, matérias e fotos ( violação de direitos autorais ) e também não autoriza a reprodução de seu conteúdo em outros sites, portais ou ainda em mídia impressa, a não ser sob autorização escrita e certificada. Podendo apenas compartilhar nas redes socias preservando as informações, links e créditos originais.