»Geral - Panambi News

Inverno no RS será marcado por dias amenos e chuva acima da média

O inverno que começa nesta sexta-feira, às 12h54min, não será rigoroso e deve apresentar muitos dias amenos ou quentes intercalados com episódios pontuais de frio mais intenso neste ano, antecipa a MetSul Meteorologia. E, repetindo o que se observou em grande parte do outono, terá chuva acima da média.

A estação transcorrerá integralmente ou em grande parte sob um quadro limite entre El Niño fraco e neutralidade no Oceano Pacífico. O evento de El Niño em curso no Oceano Pacífico Equatorial é fraco e com características Modoki em que o aquecimento se concentra na parte central do oceano. Isso faz com que o impacto do fenômeno oceânico-atmosférico seja menor no Sul do Brasil.

O inverno marca o período mais frio do ano no Rio Grande do Sul. As jornadas mais frias costumam ocorrer sob influência de ciclones extratropicais intensos no Atlântico Sul e que são responsáveis por impulsionar massas de ar muito gelado para o Estado. Quando o frio está acompanhado de um ciclone potente, é comum os gaúchos terem o vento Minuano, sensação térmica negativa, mínimas muito baixas, geada ampla e em alguns casos neve. Ocorre que mesmo durante o inverno são normais dias com calor em qualquer mês da estação, especialmente durante agosto e setembro, e 2019 não fugirá à regra.

A transição de períodos amenos ou quentes para frios pode se dar bruscamente com alto risco de tempo severo na forma de temporais com vento forte e granizo, especialmente se estiver presente um fenômeno conhecido como corrente de jato de baixos níveis, que traz ar quente e vento Norte com forte intensidade antecedendo a chuva e os temporais. Essas correntes de vento quente a cerca de 1,5 mil metros de altitude são comuns horas antes da chegada de frente fria intensa associada a um grande ciclone e podem trazer temperatura muito alta mesmo à noite.

Em todos os anos se verifica este tipo de cenário em nos casos mais extremos há formação de tornados, como se viu em diversos invernos do passado. Agosto e setembro, quando se espera maior incidência de ar quente, tendem a ser os meses de maior risco de temporais. São meses, historicamente, que marcam um aumento na frequência de tempestades com granizo e vendavais.

A chuva no inverno de 2019 deve ficar acima da média na maior parte do Rio Grande do Sul e na maioria das áreas do Sul do Brasil. É altamente provável que ocorram eventos regionalizados de chuva em altos volumes em curto período que podem provocar cheias de rios e inundações. Quando do ingresso de massas de ar frio de maior intensidade são esperados períodos mais prolongados de cinco a sete dias de tempo seco e ensolarado.

 

METSUL-CP

Matéria publicacada em 21/06/2019
COMPARTILHE ESTA PÁGINA
» Arquivo de Notícias
O panambinews.com é totalmente contrário a prática de cópias não autorizadas de conteúdo, matérias e fotos ( violação de direitos autorais ) e também não autoriza a reprodução de seu conteúdo em outros sites, portais ou ainda em mídia impressa, a não ser sob autorização escrita e certificada. Podendo apenas compartilhar nas redes socias preservando as informações, links e créditos originais.