»Geral - Panambi News

Inter perde de virada para o Goiás apesar de vantagem numérica

Inter envolveu com passes, mas não foi efetivo | Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação CP
Inter envolveu com passes, mas não foi efetivo | Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação CP

Colorado teve um jogador a mais durante quase todo o jogo e ainda assim sofreu 2 a 1 no Serra Dourada

O Inter voltou à realidade sem vitórias fora de casa neste domingo. E voltou sofrendo castigo doloroso pela falta de iniciativa contra o Goiás no Serra Dourada. Apesar de sair na frente e ter um homem a mais quase toda a partida, cedeu o 1 a 1 e acabou tomando a virada já aos 50 minutos da etapa final.

Com o resultado, o Colorado fica com 24 pontos, em sétimo lugar. O Goiás é 11º, com 21 pontos.

O Inter enfrentou um pouco dificuldade nos minutos iniciais, contra jogadas de velocidade do Goiás, mas com bom toque de bola encontrou espaços. A partir daí, virou o comando da partida.

O Goiás ensaiou jogadas de perigo com Michael e Yago Rocha, nos dois primeiros minutos. Em ambas oportunidades, Emerson Santos antecipou bem e afastou.

Colorado abre vantagem dupla

Parou por aí e, aos 11 minutos, a vantagem já era colorada. Rithely dividiu bola no meio, Wellington Silva recuperou e fez grande assistência para Parede. O centroavante correu entre dois marcadores e deslocou o goleiro para anotar 1 a 0.

Dupla vantagem, por sinal. O árbitro analisou a falta em Rithely no começo do lance e deu cartão vermelho para Léo Sena. Agora eram 11 colorados contra 10 esmeraldinos.

A vantagem numérica fez o Inter dominar amplamente a posse de bola, mas foi o Goiás que apertou pela igualdade. Aos 33, Klaus salvou. Yago Rocha ganhou na direita e cruzou na meia-lua. Michael tentou o chute forte, mas o zagueirão veio na dividida para salvar. Logo depois, Michael recebeu na intermediária, fez grande jogada ao driblar três colorados. Na hora do chute, porém, mandou fraco de chapa. Marcelo Lomba fez boa defesa.

Sarrafiore, que substituiu Rithely com dores, ainda protagonizou bom lance antes do intervalo. Ele recebeu de Nico com pouco ângulo e tentou servir Parede, mas o passe saiu forte na frente da linha do gol.

A arrancada do segundo tempo teve mais uma vez o Goiás perigoso no contragolpe. Aos 5, jogada em velocidade gerou escanteio. Michael desviou de cabeça no escanteio e quase entrou no canto oposto. Passou tirando tinta do poste esquerdo. Aos nove, Lomba teve que trabalhar. Marcelo Hermes levantou, Rafael Vaz cabeceou sozinho, mas em cima do goleiro, que catou firme.

Falta de iniciativa é castigada

Os comandados de Odair Hellmann resolveram dar sinal de vida no setor ofensivo já aos 20 minutos. Primeiro, em cobrança de falta. Emerson Santos bateu com efeito no canto direito, mas Tadeu espalmou com qualidade. Depois, aos 21, Nico López perdeu um dos gols mais incríveis do Brasileirão. Parede foi lançado nas costas da zaga e ajeitou para o uruguaio. Com toda a meta à disposição, ele mandou um foguete que explodiu no poste esquerdo.

O castigo veio a galope. O Goiás foi recompensado por tomar a iniciativa mesmoc om um jogador a menos. Michael recebeu entre três marcadores dentro da área, fugiu dos três colorados e fulminou no canto esquerdo. Um golaço para igualar em 1 a 1.

Daí o Inter resolveu acordar, só que faltou mira. Aos 34, Pedro Lucas acionou Nico na área. Ele fez a proteção e rolou para Sarrafiore. Veio o tiro de primeira, que Giovane desviou para escanteio. Aos 38, Parede aparou de letra um cruzamento rasteiro na área, mas Tadeu estava atento para evitar o golaço.

Ainda dava tempo de Nico tentar outra vez... E perder de maneira impressionante. Aos 40, recebeu na área, deu um chapéu no zagueiro e chutou forte, mas Tadeu virou um paredão na frente para evitar o gol.

O castigo era maior, contudo. Aos 49 minutos, Klaus entrou atrasado e fez falta na quina da área pela direita. Era o último lance da partida. Rafael Vaz bateu colocado, sem muita força. Marcelo Lomba pulou atrasado e roçou de leve na bola, insuficiente para evitar o 2 a 1 e a festa do Goiás.

Brasileirão

Goiás 2

Tadeu; Yago Rocha (Geovane), Rafael Vaz, Fábio Sanches, Jefferson; Léo Sena, Yago Felipe, Marcelo Hermes; Michael, Rafael Moura (Leandro Barcia), e Kayke (Renatinho). Técnico: Ney Franco

Inter 1

Marcelo Lomba; Zeca, Klaus, Emerson Santos, Natanael (Erik); Rithely (Sarrafiore), Bruno Silva, Nonato; Nico López, Wellington Silva (Pedro Lucas) e Guilherme Parede. Técnico: Odair Hellmann

Gols: Guilherme Parede (11min/1ºT), para o Inter; Michael (25min/2ºT) e Rafael Vaz (50min/2ºT), para o Goiás.

Cartões amarelos: Guilherme Parede e Klaus (I) e Leandro Barcia (G).

Cartão vermelho: Léo Sena (G).

Arbitragem: Marielson Alves Silva, auxiliado por Alessandro Alvaro Rocha de Matos e Elicarlos Franco de Oliveira, trio baiano. VAR: Vinícius Gonçalves Dias Araújo, de São Paulo.

Local: Serra Dourada - GO

Correio do Povo

 

 

Matéria publicacada em 25/08/2019
COMPARTILHE ESTA PÁGINA
» Arquivo de Notícias
O panambinews.com é totalmente contrário a prática de cópias não autorizadas de conteúdo, matérias e fotos ( violação de direitos autorais ) e também não autoriza a reprodução de seu conteúdo em outros sites, portais ou ainda em mídia impressa, a não ser sob autorização escrita e certificada. Podendo apenas compartilhar nas redes socias preservando as informações, links e créditos originais.