»Geral - Panambi News

Prefeito de Panambi decreta situação de emergência devido aos danos causados pelo granizo

Levantamento feito pela Administração Municipal e Defesa Civil concluiu por decretar situação de emergência no município de Panambi, pelos danos causados pela tempestade com granizo, ocorrida por volta das 3h 30min da madrugada do dia 31 de agosto, em Panambi.

As grandes pedras de granizo atingiram interior e cidade do município de Panambi, especialmente no lado sul. As pedras de granizo de tamanho anormal furaram os telhados das casas, chegando a cerca de 2 mil casas e estabelecimentos atingidos. “Somente na prefeitura foram auxiliadas, com lonas para a proteção emergencial dos bens, mais de 700 pessoas, superando a metragem de 26 mil m² de lonas distribuídos”, informou o prefeito Daniel Hinnah.

Diversos prédios públicos foram atingidos, como a Brigada Militar e o Corpo de Bombeiros. Praticamente todas as escolas municipais sofreram danos, sendo que 9 delas não terão aulas nesta segunda-feira, ainda para conserto dos estragos causados pelo granizo e a chuva. Este também é o caso das escolas estaduais Poncho Verde e Adolfo Kepler. A Escola Estadual Pindorama foi atingida, mas as aulas serão normais nesta segunda-feira. Pelo menos 6 dos 12 postos de saúde ficaram danificados, além de outros espaços de serviços de saúde, como o Centro de Especialidades e CAPS. O ESF São Jorge e o CAPS João de Barro não terão atendimento nesta segunda-feira para manutenção. O prédio do Centro Administrativo, e veículos da prefeitura também foram danificados pelas pedras de gelo. O Colégio Evangélico Panambi teve algumas salas tomadas pela água, e o SENAI também sofreu danos. No Hospital Panambi cerca de 15 telhas foram perfuradas, necessitando manutenção.

O Ginásio Municipal e o Salão Farroupilha tiveram os telhados bastante perfurados, assim como o Museu que também fica no Parque Municipal. Ainda assim, a Fecolônia e a Festa das Flores irão acontecer, a partir de quinta-feira, dia 05 de setembro, com esforço das equipes da Administração Municipal, para consertar os telhados em tempo.

No interior ainda estão sendo levantados dados sobre danos nas lavouras ou plantações, com informações de que várias residências e galpões foram avariados.

Nenhuma vida foi perdida em função do temporal. Apenas uma pessoa foi atendida no Pronto Socorro por ter sido atingida por pedra, necessitando sutura na cabeça, e foram registrados 4 atendimentos por queda do telhado, ao tentar fazer o conserto durante a chuva, mais um atendimento por lesão no trabalho de consertar telhados.

Logo após a forte chuva de granizo, a Defesa Civil mobilizou voluntários para atendimento e distribuição de lonas na Prefeitura. Servidores da Secretaria de Desenvolvimento Social, liderada pela Secretária Adjunta Elizabete Farias de Souza, equipes da Secretaria de Infraestrutura, coordenadas pelo Secretário Paulo Schwingel, e servidores das diversas Secretarias, tendo à frente o Secretário de Governo Romário H. Malheiros, trabalharam durante toda madrugada para acudir de forma emergencial os panambienses que buscaram lonas e orientações na Prefeitura”, detalhou o prefeito Daniel. “ Todos os Secretários reuniram equipes para amenizar os danos e orientar os cidadãos com informações naquelas horas tensas. Agradeço muito a dedicação de todos os servidores que ajudaram, e dos voluntários que foram solidários com as famílias e amigos panambienses, assim como empresas e empresários que apoiaram com distribuição de lonas e com atendimento desde a madrugada”, agradeceu o prefeito.

Após reunião com a Defesa Civil Estadual, que esteve em Panambi, representada pelo Major Alexandre Moreira Pereira, o prefeito Daniel Hinnah e o vice-prefeito Francisco Pereira da Costa, visitaram alguns dos bairros atingidos, e locais como a Escola Adolfo Kepler e a Brigada Militar, para verificar a situação no local. O evento climático foi registrado no Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil, para posterior decreto de situação de emergência. O coordenador da Defesa Civil Municipal, Darius Schlintwein Silveira percorreu toda cidade para verificar a abrangência do desastre, constatando que a região mais atingida foi do centro para o lado sul do município, incluindo o interior.

Orientações sobre auxílio na recuperação dos telhados:

Famílias com baixa renda poderão buscar auxílio na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Habitação. Cada caso será avaliado pela equipe de assistentes sociais e de engenharia, para verificar o melhor procedimento, se substituição de telhas, ou se conserto dos telhados é mais viável.

O decreto de situação de emergência poderá gerar a liberação de saldo do FGTS para as famílias atingidas. Porém essa liberação dependerá da homologação por órgãos estaduais e federais, o que pode levar por volta de 30 dias, sabendo-se que, na maioria dos casos, os consertos terão que ser realizados antes deste prazo, inviabilizando o uso do FGTS para tal.

As autoridades lembram que residências financiadas por programas como o “Minha Casa Minha Vida” ou outros com financiamento bancário, normalmente incluem seguro para danos desta natureza, por isso, podem ser procurados os bancos e as seguradoras para acessar o seguro na manutenção.

Orientações sobre descarte de telhas:

As telhas que precisarem ser substituídas não devem ser descartadas nos containers do lixo residencial. A opção mais correta é a destinação nas empresas que fazem este recolhimento. A Administração Municipal orienta que as telhas sejam colocadas em frente as residências, e será feita uma escala para recolhimento, que será divulgada.

Mas as telhas velhas NÃO devem ser colocadas nos containers. Também NÃO devem ser levadas ao Ecoponto ou na Usina de Reciclagem de Lixo, sendo necessário o descarte em separado, junto às empresas fornecedoras, ou empresas que fazem o recolhimento de entulhos da construção civil. Fonte Prefeitura

Matéria publicacada em 02/09/2019
COMPARTILHE ESTA PÁGINA
» Arquivo de Notícias
O panambinews.com é totalmente contrário a prática de cópias não autorizadas de conteúdo, matérias e fotos ( violação de direitos autorais ) e também não autoriza a reprodução de seu conteúdo em outros sites, portais ou ainda em mídia impressa, a não ser sob autorização escrita e certificada. Podendo apenas compartilhar nas redes socias preservando as informações, links e créditos originais.