»Geral - Panambi News

RS terá aumento no número de leitos de UTI pelo SUS em 20 cidades

O repasse federal de R$ 213 milhões para a saúde do Rio Grande do Sul permitirá a abertura de 258 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A informação foi confirmada pela secretária estadual da Saúde, Arita Bergman, em entrevista ao Gaúcha Atualidade nesta sexta-feira (6). A verba da União foi anunciada pelo ministro Luiz Henrique Mandetta nesta quinta-feira (5), durante encontro do Mercosul na serra gaúcha.

— Praticamente todas as UTIs do Estado foram habilitadas pelo Ministério da Saúde, muitas delas que eram financiadas com recursos do Tesouro estadual. Assim, a população gaúcha será contemplada com mais leitos de UTI — comemora Arita.

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde (SES), os novos leitos serão abertos em 20 municípios. O nome das cidades, porém, ainda não foi divulgado. Do montante da União, R$ 80 milhões serão destinados para a rede de urgência e emergência. Para Arita, a confirmação dos recursos era muito aguardada pelo Palácio Piratini.

— É o pleito de maior relevância na área da saúde desde que o governo de Eduardo Leite assumiu — ressalta.

Além dos leitos de UTI e reforço na atenção primária, os recursos também contemplam serviços de reabilitação e leitos de cuidados prolongados. Pacientes que fazem tratamento oncológico também serão beneficiados com a compra de um acelerador linear para realização de radioterapia. 

Equipamentos para o Hospital Regional de Santa Maria

Dos R$ 213 milhões, pouco mais de R$ 36 milhões serão encaminhados ao Hospital Regional de Santa Maria para aquisição de equipamentos e abertura de 130 leitos. Contudo, ainda não há, por parte do Estado, uma sinalização quanto a data de abertura de leitos. Os valores serão investidos na compra de raio X, hemodinâmica, aparelhos respiratórios, camas hospitalares, entre outros. Atualmente funcionam no hospital dois ambulatórios especializados: em cardiologia e outro para pacientes crônicos hipertensos e diabéticos de alto risco.

R$ 42 milhões para a Atenção Básica

A Atenção Básica também contará com um aporte total de R$ 42,1 milhões. Desses, R$ 32,6 milhões serão enviados para investimento por parte dos municípios na abertura de academias da saúde, construção e reformas de Unidades de Saúde da Família (USF). Também está prevista a construção de Centros de Atenção Psicossocial (Caps) e expansão dos serviços que compõe a estratégia Rede Cegonha, de maternidade. O restante, R$ 9,5 milhões, serão repassados por meio de emendas parlamentares. Segundo a SES, este valor também permitirá aos gestores a aplicação na oferta de consultas, exames e custeio de equipes de Saúde da Família.

Fonte: Gaúcha ZH

Matéria publicacada em 06/12/2019
COMPARTILHE ESTA PÁGINA
» Arquivo de Notícias
O panambinews.com é totalmente contrário a prática de cópias não autorizadas de conteúdo, matérias e fotos ( violação de direitos autorais ) e também não autoriza a reprodução de seu conteúdo em outros sites, portais ou ainda em mídia impressa, a não ser sob autorização escrita e certificada. Podendo apenas compartilhar nas redes socias preservando as informações, links e créditos originais.