»Geral - Panambi News

Polícia Civil registra aumento nos crimes via Internet e Whatsapp

Os golpes aplicados através da Internet ou das redes sociais tiveram um grande aumento nos registros na Delegacia de Polícia de Panambi em 2019. De acordo com o titular da DP, delegado Gustavo Germano da Silva Fleury, são especialmente golpes envolvendo transações comerciais, como compras em sites de procedência duvidosa, empréstimos em que a vítima acaba sendo lesada, tratativas de negócios em sites inexistentes.

O delegado Fleury explica que a investigação deste tipo de crime tende a ser mais demoradas, e um dos motivos para isso é que os sites ou golpistas são ode outros estados. Também o Google Brasil tem seu escritório em São Paulo. Assim, a investigação de falso perfil, por exemplo, demanda um pedido judicial, o que também acarreta um tempo que pode ser precioso para o sucesso da investigação.

Recentemente, o golpe de clonagem do Whatsapp tem sido o mais comum nos registros da DP. Este tipo de golpe já deu origem, inclusive, a uma orientação da Polícia Civil, no intuito de prevenir os usuários da forma como ele acontece e dos meios que o usuário tem para evitá-lo.

Diminuição nos índices de criminalidade

A exemplo do que aconteceu em todo o Rio Grande do Sul (dados divulgados ela Secretaria Estadual de Segurança Pública) os índices de criminalidade tiveram queda em Panambi no ano de 2019. A única exceção foram os homicídios, em número de sete. As duas primeiras mortes violentas acontecem já a virada do ano novo, em função de uma questão familiar. Quatro dos homicídios foram, segundo o delegado, resultado de ações de tráfico de drogas, especialmente sob o comendo de um apenado panambiense que, de dentro da Penitenciária Modulada de Ijuí, bastando para isso um aparelho celular.

Quanto aos índices de elucidação de crimes, são altos, principalmente quando os crimes são de maior gravidade, como homicídio e latrocínio (matar para roubar). Gustavo adianta que o único homicídio com autoria ainda sob investigação é o de “Dinho”, foragido da Justiça, morto a tiros em meados de 2019, no bairro Esperança também em consequência do tráfico. “Temos ainda algumas diligências a fazer e o crime está em vias de ser elucidado nos próximos meses”, afirma o delegado. por-Hugo Schmitd/SorrisoFM

Matéria publicacada em 01/02/2020
COMPARTILHE ESTA PÁGINA
» Arquivo de Notícias
O panambinews.com é totalmente contrário a prática de cópias não autorizadas de conteúdo, matérias e fotos ( violação de direitos autorais ) e também não autoriza a reprodução de seu conteúdo em outros sites, portais ou ainda em mídia impressa, a não ser sob autorização escrita e certificada. Podendo apenas compartilhar nas redes socias preservando as informações, links e créditos originais.