»Geral - Panambi News

CORRIDA ELEITORAL: Eleições municipais em Panambi despertam o interesse de pelo menos seis pré-candidaturas partidárias

Antes mesmo das prévias eleitorais deste ano, cenário político se acirra e seis possíveis candidaturas são vislumbradas e comentadas na “Cidade das Máquinas”. Se confirmadas as opções partidárias, Panambi pode ter o maior número de candidaturas ao executivo de sua história política.

O ano de 2020 mal iniciou e o cenário político em Panambi já pode ser caracterizado como um período de “eleições antecipadas”. Tudo porque, ao longo dos últimos meses, acentuaram-se as conversas acerca das possíveis alianças e da nominata de candidatos, especialmente aos cargos de Prefeito e Vice. De acordo com levantamento realizado pela Redação do Jornal A Notícia do Vale, pelo menos 06 pré-candidaturas partidárias se alinhavam no cenário eleitoral, podendo se ter em Panambi, caso confirmadas, o maior número de candidaturas ao executivo de sua história política.

As tendências ideológicas ainda são um entrave para o acerto de algumas alianças, como no caso do Partido dos Trabalhadores (PT) e do Partido Progressista (PP). Contudo, uma aproximação das siglas é tentada com maior dedicação desde o início do ano passado, revelando-se, nos bastidores da política, que conversas estão sendo tratadas visando uma possível composição.

Em se falando nos dois partidos, caso não haja a aliança, o PT deve lançar candidatura própria, tendo como nomes fortes para o pleito eletivo, o atual vereador Paulo Sérgio Moreira Rodrigues e a presidente da sigla Nara Viviane Graeff. Contudo, nomes como de Leandro Berghann (chico), do advogado Claudio Motta e da advogada Maria Manchini são lembrados pela sigla.

No PP a situação é de disputa interna: - De um lado, uma ala defende a coligação, colocando como possível candidato a Prefeito, o empresário, professor e ex-vereador Martin Zackow. Por outro lado, o vereador Leo Almeida é tido como um expoente líder do partido para seguir no pleito eleitoral em chapa própria, ou com uma coligação mais alinhada aos ideais do partido. Na sigla é ventilada ainda a possibilidade de que o Comissário de Polícia aposentado e advogado Daniel Carvalho dos Santos participe das prévias.

De certo mesmo, pode se destacar a manutenção das alianças entre o Movimento Democrático Brasileiro (MDB) e o Partido Democrata Trabalhista (PDT), onde a tendência é do cumprimento do acordo celebrado na eleição passada, onde a vitória do atual prefeito Daniel Hinnah, garantiu o acordo de alternância de poder. Desta forma, a chapa deve lançar como candidato a Prefeito, Francisco Pereira da Costa (PDT), tendo Daniel como seu vice-prefeito. A presença de Daniel ainda é uma incógnita, mesmo que, na última semana, o mesmo haja admitido a possibilidade. Assim, o MDB trabalha com o nome do advogado Paulo Roberto Lorenz, do ex-vereador Germano Hinnah e do atual representante do legislativo pela sigla Neudi José Colombo, para confirmar o acordo com o PDT e lançar candidatura própria.

Outros nomes que surgem como postulantes ao cargo no Executivo panambiense são os do advogado e ex-presidente da SER Panambi Nelson Feiden, que se coloca como pré-candidato a prefeito pelo Democratas (DEM), bem como do ex-vereador, empresário e agricultor Nelson Arno Radmann. Assim, na condição de Prefeito e vice, o DEM pensa em candidatura própria, admitindo a composição com outras siglas.

Anunciada no final do ano de forma oficial, o Partido Social Cristão (PSC) e o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) firmaram intenção de coligação, anunciando, já na instalação da Comissão municipal, os nomes do empresário Robson Pazze e do advogado do Município Delcio Franke como pré-candidatos a prefeito e a vice. Conforme nota enviada à imprensa no último contato, os partidos abertos para analisar em conjunto, a possibilidade de incluir ou não outros nomes, tanto destes partidos, ou de outros, na nominata de pré-candidatos à chapa majoritária.

Da mesma forma ocorreu com o Partido Socialista Brasileiro (PSB) que, de forma oficial e amplamente aberta aos veículo de comunicação, publicou há poucas semanas a intenção do ex-vereador e advogado Cláudio Martins em participar com chapa própria nas eleições de 2020. A possibilidade de coligação não é descartada pelo partido, que busca a fixação do nome político no cenário panambiense.

Já siglas como o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) do atual vereador Ibraim Chagas, e os recém fundados Partido Social Liberal (PSL) e Partido Comunista do Brasil (PC do B), não se manifestaram ainda sobre a composição de qualquer chapa ou apoio a possíveis candidatos. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), as convenções partidárias para a escolha dos candidatos deverão ser realizadas de 20 de julho a 5 de agosto. Fonte: Jornal a Noticia do Vale

Matéria publicacada em 09/02/2020
COMPARTILHE ESTA PÁGINA
» Arquivo de Notícias
O panambinews.com é totalmente contrário a prática de cópias não autorizadas de conteúdo, matérias e fotos ( violação de direitos autorais ) e também não autoriza a reprodução de seu conteúdo em outros sites, portais ou ainda em mídia impressa, a não ser sob autorização escrita e certificada. Podendo apenas compartilhar nas redes socias preservando as informações, links e créditos originais.