»Geral - Panambi News

Grêmio se impõe diante do América de Cáli e estreia com vitória fora de casa na Libertadores

Victor Ferraz e Matheus Henrique anotaram os gols no triunfo por 2 a 0 na Colômbia

O Grêmio tinha um desafio difícil fora de casa na estreia na Libertadores. Enfrentava uma equipe tradicional, que não jogava a competição há 11 anos. Ainda assim, o Tricolor soube se impor diante do América, em Cali, na Colômbia, na noite desta terça-feira. Venceu pelo placar de 2 a 0 e, com o resultado, divide a liderança do grupo E com o Inter, colocando ainda mais tempero no clássico Gre-Nal da próxima semana.

Os gols foram marcados um em cada tempo. Na etapa inicial, Victor Ferraz se aproveitou de bate-rebate na entrada da área, em cobrança de falta de Lucas Silva, e anotou o 1 a 0. Depois, foi a vez de Matheus Henrique, em um golaço, fechar o placar na etapa final.

O próximo compromisso do Tricolor pela Libertadores é o clássico Gre-Nal da próxima quinta-feira, 12 de março, às 21h, pela segunda rodada da competição. Pelo Gauchão, a equipe entra em campo no domingo, às 16h, contra o Pelotas, na Boca do Lobo, provavelmente com time reserva.

Grêmio sai na frente, mas é pressionado

Dúvida até antes da partida, o zagueiro Pedro Geromel foi confirmado entre os onze. Caio Henrique, que teve exibições melhores que o então titular Cortez, assumiu a lateral esquerda. Mais uma vez, Renato optou pela formação com três volantes, iniciando com Maicon, Matheus Henrique e Lucas Silva.

Mesmo jogando fora de casa em um ambiente hostil, o Tricolor começou melhor a partida. Ficou no campo de ataque e pressionou a saída do América. No entanto, os colombianos também levavam perigo, especialmente pelo lado esquerdo, com o lateral Velasco, que chegou a finalizar sobre o gol de Vanderlei.

Aos 15 minutos da etapa inicial, em um momento de instabilidade, já que o América começava a se impor no jogo, o Tricolor abriu o placar. Everton foi derrubado na entrada da área, ganhando falta frontal de média distância. Na cobrança, o melhor chutador de fora da área da equipe de Renato, Lucas Silva, cobrou forte e a bola desviou na barreira. Após confusão e toque em Diego Souza, ela sobrou para Victor Ferraz empurrar para a rede. 

Com o 1 a 0 contra, o América de Cali tentou reagir ao gol, voltando a ocupar o campo do Grêmio, mantendo a posse e rodando a bola pela intermediária. No entanto, esbarrou na marcação bem postada do Tricolor, comandada especialmente por Lucas Silva. O volante fez boa partida defensivamente, e ainda foi o responsável por organizar, com qualidade, a saída de jogo da equipe de Renato.

Depois de marcar, o Grêmio não conseguiu criar na primeira etapa. Sequer finalizou na direção do gol de Chaux, enquanto o América manteve a posse de bola em seu favor, com 53% a 47% nos 45 minutos iniciais. Os colombianos pressionaram no fim, com direito a bola na trave de Pisano e duas defesas de Vanderlei, uma delas muito difícil, na cabeçada frontal de Sierra. Apesar da condição desfavorável, o Grêmio sobreviveu ao volume de jogo intenso do América e conseguiu levar a vantagem de 1 a 0 para o intervalo.

Golaço de Matheus Henrique define vitória

Para tentar diminuir a pressão sofrida nos minutos finais e retomar o controle do meio campo, Renato sacou Maicon e lançou a campo Thaciano. E, logo aos 4 minutos, a vantagem do Tricolor foi ampliada com um golaço. Everton construiu jogada pela ponta esquerda e soltou para Matheus Henrique. O volante camisa 7 finalizou forte da entrada da área, no canto esquerdo, na "bochecha" da rede, sem chances para Chaux, anotando o 2 a 0.

Com uma vantagem ainda maior no placar, o Grêmio passou a administrar a vantagem, trabalhando a bola no campo de defesa. Nas investidas ao ataque, mesmo nas tentativas pelos lados do campo, insistia em tirar a velocidade do jogo, recomeçando com os jogadores vindos de trás mesmo com espaço para contra-atacar.

O técnico Alexandre Guimarães também usou suas armas para tentar encostar no marcador. Tirou o lateral-direito Arrieta e colocou mais um atacante, Pérez, apostando na velocidade para chegar à frente. Pelas pontas, o América insistia, dando espaços ao Tricolor que, por sua vez, explorava o espaço nas costas deixado pelos colombianos ao subir.

No fim do jogo, Renato fez a recomposição do setor defensivo. Colocou em campo Cortez, um lateral com características de marcação, e passou Caio Henrique, que sofreu na marcação, para o setor de meio campo, posição de origem do ex-jogador do Fluminense. Depois, foi a vez de Pedro Geromel, ainda em recuperação, deixar o campo para a entrada de Paulo Miranda.

Nos minutos finais, o América já parecia sem forças de reagir e sequer descontar diante de um Grêmio que seguiu bem postado até o final. Assim, só precisou tocar a bola e administrar a vantagem de 2 a 0, que deu ao Tricolor a primeira vitória na Libertadores de 2020.

Fase de grupos da Libertadores - 1ª rodada

América de Cali 0

Chaux; Arrieta (Pérez), Torres, Segovia e Velasco; Cabrera, Sierra e Ureña; Vergara, Pisano e Rangel. Técnico: Alexandre Guimarães

Grêmio 2

Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Geromel (Paulo Miranda) e Caio Henrique; Lucas Silva, Maicon (Thaciano), Matheus Henrique (Cortez), Everton e Alisson; Diego Souza. Técnico: Renato Portaluppi 

Gols: Victor Ferraz (15/1T) e Matheus Henrique (4/2T) 

Cartões amarelos: Caio Henrique e Lucas Silva (Grêmio)

Arbitragem: Guillermo Guerrero (EQU)

Local: Estádio Olímpico Pascual Guerrero, em Cali (COL)

Matéria publicacada em 03/03/2020
COMPARTILHE ESTA PÁGINA
» Arquivo de Notícias
O panambinews.com é totalmente contrário a prática de cópias não autorizadas de conteúdo, matérias e fotos ( violação de direitos autorais ) e também não autoriza a reprodução de seu conteúdo em outros sites, portais ou ainda em mídia impressa, a não ser sob autorização escrita e certificada. Podendo apenas compartilhar nas redes socias preservando as informações, links e créditos originais.