»Geral - Panambi News

Jovem pode ter sido morto por engano em Ijuí

Um homicídio foi registrado por volta das 22 horas e 30 minutos de ontem em Ijuí. João Vitor Claudino Vieira, 19 anos, foi atingido por disparos de arma de fogo defronte uma residência no bairro Independência.

Ele chegou a ser socorrido, mas faleceu logo ao dar entrada no Hospital de Caridade de Ijuí. Os autores chegaram no local, chamaram pelo nome de um homem e, quando João Vitor Claudino Vieira saiu para fora da casa, foi baleado.

Existe a hipótese que o jovem foi morto por engano, pois o nome dito pelos autores era de um familiar de João Vitor. Logo depois, a Brigada Militar recebeu informações sobre a possível localização dos suspeitos da autoria do assassinato, que teriam fugido do local num automóvel Corsa.

Policiais Militares efetuaram diligências que se estenderam durante a madrugada de hoje, o que resultou na localização do veículo suspeito num ponto conhecido pelo tráfico de drogas no bairro Getúlio Vargas.

No mesmo endereço, foi detido um homem de 21 anos, sem antecedentes criminais, natural de Ijuí, que confirmou ter participação no crime, juntamente com outro indivíduo e uma adolescente, que teria guardado a arma.

A menor, de 16 anos, foi localizada na própria residência, no bairro Luiz Fogliato onde também foi encontrada a arma do crime, um revólver calibre 38, que estava escondido num terreno nos fundos da casa.

Os dois foram levados para a Polícia Civil. Contra o maior de idade foi lavrado o flagrante e, após, recolhido à Penitenciária Modulada. Já a adolescente foi ouvida e liberada. O outro suspeito do homicídio não foi encontrado.

Conforme o delegado Maurício Posselt, que atendeu a ocorrência, esse segundo acusado é foragido do sistema prisional. Ele é suspeito de ter efetuado os disparos de revólver que mataram o jovem. O homem preso disse que apenas deu carona para o outro indivíduo e não sabia que se trataria de assassinato.

Este foi o segundo homicídio em Ijuí em 48 horas. Na última quinta-feira à noite, no bairro Colonial, foi morto, Giovano Vieira Souza, de 28 anos. Ele também foi assassinato a tiros e em casa. O autor não foi preso. Referente ao homicídio de quinta-feira passada, o autor ainda não foi preso. O delegado Posselt ressaltou que o pai de Gionavo entrou em luta corporal com o assassino, após o crime, e conseguiu tirar a arma, mas não reconheceu o homem.

Fonte: Rádio Progresso Ijuí

Matéria publicacada em 13/04/2020
COMPARTILHE ESTA PÁGINA
» Arquivo de Notícias
O panambinews.com é totalmente contrário a prática de cópias não autorizadas de conteúdo, matérias e fotos ( violação de direitos autorais ) e também não autoriza a reprodução de seu conteúdo em outros sites, portais ou ainda em mídia impressa, a não ser sob autorização escrita e certificada. Podendo apenas compartilhar nas redes socias preservando as informações, links e créditos originais.