»Geral - Panambi News

Escoteiros da região farão transmissões ao vivo

Equipe de comunicação do 15º Distrito Escoteiro vai mediar conversas sobre a história de cada grupo

A partir da quinta-feira, dia 11 de junho, o 15º Distrito Escoteiro do Rio Grande do Sul vai começar a realizar transmissões ao vivo em sua página do Facebook. Chamado de “TBT do 15º”, o projeto tem por objetivo conversar por meio de reuniões on-line com escotistas e antigos membros de cada Grupo Escoteiro da região noroeste e missões. Hoje, são 15 unidades escoteiras ativas em 10 cidades, com a previsão de reabertura de mais uma, em Santa Bárbara do Sul.

Segundo, Vera Veiga, Assistente Distrital de Expansão e idealizadora do projeto, “a ideia é que enquanto estivermos com as atividades presenciais paralisadas devido à pandemia, consigamos manter nossos jovens engajados aprendendo um pouco mais sobre a história do escotismo na região”. O escotismo é um movimento de caráter educacional, voluntário e sem fins lucrativos, no qual os jovens têm a oportunidade de se desenvolverem socialmente com base em valores, tais como, respeito, amizade, fraternidade, amor e cuidado pela natureza.

“A primeira transmissão será justamente com os escotistas do Grupo Escoteiro Guaicurus, de Santa Bárbara do Sul”, conta Gabriel Assenheimer, diretor de comunicação do 15º Distrito. “O Guaicurus é um grupo que encerrou suas atividades há mais de 20 anos, mas que manteve todo o acervo documental guardado. Neste ano, estão se reestruturando para a reabertura do grupo”, completa.

As transmissões serão realizadas na página oficial do distrito. Basta procurar por “15º Distrito Escoteiro – RS” no Facebook.

Escoteiros do Brasil

É uma associação criada em 1924, sem fins lucrativos e que desenvolve trabalho de educação continuada junto a crianças, adolescentes e jovens, valorizando o equilíbrio ambiental e o desenvolvimento social na formação de cidadãos conscientes e atuantes. Atualmente, conta com mais de 100 mil registrados em todo o país, dos quais 25 mil são voluntários adultos. É reconhecida como de utilidade pública por meio do decreto Federal nº 3.297/17 e como instituição de educação extraescolar pela Lei nº. 8.828/46. Para participar como jovem é preciso ter entre 6,5 e 21 anos. Essa faixa etária compreende quatro ramos distintos: lobinho (6,5 aos 10), escoteiro (11 aos 14), sênior (15 aos 17) e pioneiro (18 aos 21). A partir daí a atuação se dá como adulto voluntário, sem limite de idade.

Para conhecer mais sobre o Movimento Escoteiro acesse www.escoteiros.org.br

Matéria publicacada em 29/05/2020
COMPARTILHE ESTA PÁGINA
» Arquivo de Notícias
O panambinews.com é totalmente contrário a prática de cópias não autorizadas de conteúdo, matérias e fotos ( violação de direitos autorais ) e também não autoriza a reprodução de seu conteúdo em outros sites, portais ou ainda em mídia impressa, a não ser sob autorização escrita e certificada. Podendo apenas compartilhar nas redes socias preservando as informações, links e créditos originais.