»Geral - Panambi News

Avanço do coronavírus deixa quase metade do RS com bandeira vermelha

Cidades da região, Palmeira das Missões, Passo Fundo e Santo Ângelo estão na bandeira vermelha

O mapa do Distanciamento Controlado, adotado pelo governo gaúcho para tentar conter a pandemia de coronavírus sem quebrar a economia, apontou piora nos indicadores de mais cinco regiões, que devem adotar bandeira vermelha (risco alto) a partir da terça que vem: Caxias do Sul, Erechim, Palmeira das Missões, Passo Fundo e Santo Ângelo. Com isso, nove regiões, de um total de 20, terão de adotar restrições mais rígidas para setores como comércio, serviços e indústria, mantendo apenas serviços de caráter essencial. Porto Alegre, Capão da Canoa, Novo Hamburgo e Canoas se mantêm nessa situação.

Somente as regiões de Taquara e Bagé permanecem com bandeira amarela (risco baixo). As de Santa Maria, Uruguaiana, Cruz Alta, Ijuí, Pelotas, Cachoeira do Sul, Santa Cruz do Sul e Lajeado mantêm bandeira laranja (risco médio). A de Santa Rosa, que tinha bandeira amarela, evoluiu para a laranja. Na prática, nenhuma teve melhora nos indicadores.

As regiões de Porto Alegre, Canoas, Novo Hamburgo e Capão da Canoa permanecem em bandeira vermelha pela segunda semana consecutiva. Já a de Caxias do Sul, que esteve em bandeira vermelha, na semana retrasada, e em laranja na semana que se encerra, retorna à bandeira vermelha. Por terem sido classificadas com bandeira vermelha por dois períodos dentro de 21 dias, essas cinco regiões só poderão reabrir setores não-essenciais da economia se preencherem os requisitos para isso por, pelo menos, dois períodos consecutivos de mensuração.

Ainda assim, o modelo permite que municípios sob a bandeira vermelha, mas sem registro de hospitalização e óbitos pela Covid-19 pelos últimos 14 dias, possam adotar, por meio de regulamento próprio, as regras da bandeira laranja. É o que deve acontecer com 185 cidades de um total de 301 incluídas nessas nove regiões.

A partir deste sábado, municípios das nove regiões já podem apresentar recurso, contestando a classificação. O prazo de envio termina às 6h30min de domingo. Até a tarde da segunda, o Gabinete de Crise analisa os dados enviados e roda o mapa novamente. A definição geral sai no mesmo dia, à tarde, e a bandeira entra em vigor na terça.

Situação geral

O número de hospitalizações em razão da Covid-19, nos últimos sete dias, comparado com o da semana anterior, cresceu 20%, passando de 512 para 613. O mesmo se observa com o número de internados em leitos clínicos, que passou de 365 para 478 – uma alta de 31%. Com relação ao número de leitos de UTI livres, o quantitativo reduziu de 587 para 264.

Um dos principais fatores que levaram à consolidação das bandeiras vermelha e laranja é justamente o agravamento do indicador de capacidade de atendimento em nível estadual. Até a rodada anterior, o indicador recebia a bandeira laranja, mas na rodada atual atingiu bandeira vermelha. Fonte Rádio Guaíba

Matéria publicacada em 26/06/2020
COMPARTILHE ESTA PÁGINA
» Arquivo de Notícias
O panambinews.com é totalmente contrário a prática de cópias não autorizadas de conteúdo, matérias e fotos ( violação de direitos autorais ) e também não autoriza a reprodução de seu conteúdo em outros sites, portais ou ainda em mídia impressa, a não ser sob autorização escrita e certificada. Podendo apenas compartilhar nas redes socias preservando as informações, links e créditos originais.