»Geral - Panambi News

Prefeitura de Panambi antecipa primeira parcela do 13º salário

Mais de R$ 1,5 milhão será acrescentado à economia local ainda na primeira quinzena de julho

Até o dia 14 de julho, a Prefeitura de Panambi e o Instituto Municipal de Seguridade Social (IMSS) farão o pagamento da primeira parcela do 13º salário, das pensões e das aposentadorias para aproximadamente 1.700 pessoas vinculadas ao serviço público local, considerando servidores ativos e inativos. O volume total de recursos representa mais de R$ 1,5 milhão adicionais sendo incluídos na economia da cidade.

A medida foi possível graças a um estudo feito em conjunto pelas secretarias municipais de Administração e Recursos Humanos e da Fazenda e Planejamento, em atenção a um pedido do prefeito Daniel Hinnah. O pagamento antecipado representa uma opção de gestão de fluxo de caixa, cujos benefícios estão a seguir detalhados em seu contexto.

Cerca de 1.700 pessoas poderão receber a primeira parcela antecipada do 13º salário, aposentadorias e pensões

Mais que um salário a mais – A assim chamada “folha de pagamentos do funcionalismo”, quando é bem administrada pelo poder público municipal, pode ser um valioso instrumento para influenciar a economia de uma cidade. Com práticas modernas e adequadas de gestão, os valores pagos pela Prefeitura de Panambi através de salários, aposentadorias e outros benefícios (como o 13º salário) geram efeitos positivos na organização das despesas domésticas. Para o trabalhador, receber seu salário em dia, ter clareza acerca dos valores e das datas dos pagamentos ou até poder antecipar o recebimento de benefícios, são fatores que permitem um melhor planejamento financeiro. Esta condição, além de evitar as desconfianças que tradicionalmente aconteciam no fim de cada ano, quanto à capacidade da Prefeitura de integralizar o pagamento do 13º aos servidores, contribui também para reduzir a necessidade constante de empréstimos emergenciais, por exemplo, ou a recontratação de financiamentos de maior custo, como os oferecidos pelas administradoras de cartões de crédito pessoal.

Em médio prazo, isso tende a reduzir o nível de endividamento das pessoas e melhorar o seu real poder de compra, impulsionando também o consumo dos chamados “bens duráveis”, como veículos, móveis e eletrodomésticos cujo valor mais expressivo exige uma maior reserva financeira para sua aquisição. Aos setores que mais dependem da disponibilidade de renda das famílias, como o comércio e a prestação de serviços, isto é especialmente benéfico, pois com um volume mais constante de vendas e negócios ao longo do ano, os níveis de rentabilidade mantêm-se mais estáveis. Assim, há maior tranquilidade para superar as crises pontuais e entressafras, preservando os postos de trabalho já criados anteriormente e angariando ânimo para planejar investimentos e estratégias de retomada do crescimento.

 

Matéria publicacada em 21/06/2017
COMPARTILHE ESTA PÁGINA
» Arquivo de Notícias
O panambinews.com é totalmente contrário a prática de cópias não autorizadas de conteúdo, matérias e fotos ( violação de direitos autorais ) e também não autoriza a reprodução de seu conteúdo em outros sites, portais ou ainda em mídia impressa, a não ser sob autorização escrita e certificada. Podendo apenas compartilhar nas redes socias preservando as informações, links e créditos originais.