»Polícia - Panambi News

MP analisa se irá oferecer denúncia contra marido e jovem presos por desaparecimento de contadora

Considerando o primeiro depoimento do rapaz de 22 anos preso desde fevereiro por envolvimento no desaparecimento de Sandra Mara Lovis Trentin, 48 anos, e provas colhidas, a Polícia Civil indiciou o jovem e o marido da contadora por homicídio qualificado, mediante paga, motivo torpe e feminicídio. Agora, o Ministério Público analisa se oferece ao Judiciário denúncia contra os dois.

Caso a Justiça aceite a acusação, os dois passarão à condição de réus, respondendo a processo judicial. “Ele [o rapaz cujo nome é mantido sob sigilo para evitar vazamento de informações] diz que foi contratado pelo marido e que deu dois tiros nela. Depois ocultou o cadáver, entregou o corpo para outras pessoas, e de repente não quis citar outros nomes para não envolvê-los. [...] A polícia vai empreender todos os esforços possíveis para as identificações, verificar outros fatos e informações que cheguem para tentar entender o que realmente aconteceu com a vítima”, disse o delegado regional Carlos Beuter em entrevista à Rádio Sorriso, de Panambi.

Até o fechamento desta notícia, não havia localização do corpo. A assessoria de comunicação da Polícia Civil divulgou que ainda há diligências pendentes para esclarecer o caso e que não está descartada a participação de mais pessoas além dos dois presos.

Em sua mais recente versão, o rapaz inocentou o marido, sustentando que ouviu falar a respeito do caso e procurou o vereador para extorqui-lo. Ambos negam que estejam envolvidos no desaparecimento. Presos desde 23 de fevereiro, os dois fizeram uso do direito de permanecer em silêncio ao serem questionados por policiais sobre pontos contraditórios em seus depoimentos e não aceitaram ser interrogados com uso do detector de mentiras.

Relembre

A contadora morava em Boa Vista das Missões junto com o marido, o vereador Paulo Ivan Landfeldt, e as três filhas que teve com ele, uma de 16 anos, outra de 11 e a caçula de 5. Além delas, Sandra é mãe de um rapaz de 26 anos, fruto de outro relacionamento.

Na manhã de 30 de janeiro, ela se dirigiu até Palmeira das Missões a fim de resolver problemas de trabalho, mas não retornou para casa, nem respondeu às mensagens e ligações feitas para seu celular. Sua caminhonete ficou estacionada na rua Rio Branco e embora não apresentasse sinais de violência, encontrava-se revirada. Dentro do veículo, foram localizados documentos pessoais das filhas, dinheiro, a bolsa e os chips do celular de Sandra, mas o aparelho não.

Cristiane Luza/Folha do Noroeste

Matéria publicacada em 01/04/2018
COMPARTILHE ESTA PÁGINA
» Arquivo de Notícias
O panambinews.com é totalmente contrário a prática de cópias não autorizadas de conteúdo, matérias e fotos ( violação de direitos autorais ) e também não autoriza a reprodução de seu conteúdo em outros sites, portais ou ainda em mídia impressa, a não ser sob autorização escrita e certificada. Podendo apenas compartilhar nas redes socias preservando as informações, links e créditos originais.