»Geral - Panambi News

Marca histórico em 8 anos de serviços

No Instituto do Coração do Hospital de Caridade de Ijuí (HCI), de cada 100 pacientes que passam por cateterismo cardiaco, procedimento que identifica com precisão o grau de obstrução coronariana, menos de 10 casos, acabam em cirurgia cardíaca.

Cerca de 30% dos casos acabam em angioplastia, que é a colocação de stents, ou “molinhas” no coração, e a na maioria recomenda-se o tratamento clínico, sem necessidade de intervenção. Mesmo assim, são realizadas, em média , 5 cirurgias cardíacas por semana no HCI, cerca de 240 procedimentos por ano. “Essa média coloca o HCI entre os seletos hospitais com maior volume em cirurgia cardíaca no Rio Grande do Sul. ”, comemora o cirurgião cardiovascular Dante Thomé da Cruz.

Na realização das cirurgias, a equipe de profissionais envolve cirurgiões, anestesistas, perfusionista, instrumentador, enfermeiro, técnico de enfermagem e ainda com apoio da equipe administrativa do Centro Cirúrgico. Conforme explica a cirurgiã cardiovascular Silvana Berwanger, existe um entrosamento espetacular da equipe. “ Nós seguimos protocolos estabelecidos com responsabilidade e segurança que garantem esse sucesso do serviço”, avalia a médica especialista. A equipe conta também com cirurgião cardiovascular Daniel Schroeder.

Nesta semana foi realizada a cirurgia cardíaca de número 2000, desde o credenciamento do serviço de cirurgia cardíaca junto ao SUS, em 2010. A cirurgia foi a retirada de um tumor benigno de dentro do coração. “A paciente já está no quarto, sem complicações, onde foi o quinto caso desse tipo em 8 anos. A maioria das cirurgias cardíacas em que se tem que abrir o peito e manusear diretamente o coração, é para colocação de pontes de safena e mamária (revascularização do miocárdio) ou para implantes de válvula cardíaca”, explica Dante Thomé da Cruz.

A marca das duas mil cirurgias cardíacas foi simbolicamente comemorada pela equipe e pelo hospital. O presidente do HCI Cláudio Matte Martins relembra todo o esforço da diretoria e lideranças políticas para credenciar o serviço pelo SUS. “Com certeza foi um avanço para a região, pois isso significa que os pacientes e familiares, não precisam se deslocar para os grandes centros, pois temos um serviço de primeiro mundo aqui em Ijuí e a disposição dos médicos cardiologistas da região”, finaliza Martins. HCI

Matéria publicacada em 14/04/2018
COMPARTILHE ESTA PÁGINA
» Arquivo de Notícias
O panambinews.com é totalmente contrário a prática de cópias não autorizadas de conteúdo, matérias e fotos ( violação de direitos autorais ) e também não autoriza a reprodução de seu conteúdo em outros sites, portais ou ainda em mídia impressa, a não ser sob autorização escrita e certificada. Podendo apenas compartilhar nas redes socias preservando as informações, links e créditos originais.