»Geral - Panambi News

Petroleiros anunciam greve de 72 horas a partir da próxima quarta-feira no país

Na Refap, em Canoas, funcionários estão prestes a completar 24 horas de serviço sem troca de turno

Os petroleiros anunciaram greve de três dias em todo o Brasil a partir de quarta-feira (30). A informação foi confirmada na noite deste sábado (26) pelo presidente do Sindicato dos Petroleiros do Rio Grande do Sul (Sindipetro-RS), Fernando Maia da Costa.

A decisão ocorreu após reunião, por meio de videoconferência, entre a Federação Única dos Petroleiros (FUP) e entidades em todo o país na noite deste sábado. Entre as reivindicações da categoria está a demissão do presidente da Petrobras, Pedro Parente, e a redução do preço dos combustíveis.

— Somos contrários ao processo de privatização que a Petrobras está fazendo aqui com as unidades da Refap e da Repar, na região Sul, e as refinarias Landulpho Alves Mataripe e Abreu e Lima. Também somos contra a atual política de preços da atual diretoria, de Pedro Parente, que causou todo esse problema.

Somos contrários ao processo de privatização que a Petrobras está fazendo aqui com as unidades da Refap e da Repar, na região Sul, e as refinarias Landulpho Alves Mataripe e Abreu e Lima. Também somos contra a atual política de preços da atual diretoria, de Pedro Parente, que causou todo esse problema.

No Estado, o movimento dos petroleiros ganhou força na manhã deste sábado. Parte dos funcionários da Refap, em Canoas, não realizou a troca de turno em apoio à greve dos caminhoneiros.

A maioria dos trabalhadores que ingressaram na meia-noite de sexta-feira seguiam trabalhando na unidade até a noite deste sábado. A expectativa é de que eles continuem no local até pelo menos à 0h de domingo, fechando 24 horas de jornada.

O presidente do Sindipetro, Fernando Maia da Costa, afirmou que cerca de 60 colaboradores estão nessa situação. Ele destacou que uma reunião será realizada para avaliar como os funcionários serão rendidos.

Segundo o dirigente, neste sábado, apenas alguns supervisores foram substituídos na jornada, o que representa menos de 30% dos trabalhadores.

Na noite deste sábado, cerca de 300 manifestantes seguiam no entorno da refinaria, segundo o 15ª Batalhão de Polícia Militar (BPM), responsável pelo policiamento em Canoas.

— Não estão ocorrendo bloqueios. Tem uma medida judicial que impede qualquer tipo de bloqueio no local. Eles (manifestantes) estão bem tranquilos. Estamos dialogando com eles. Me parece que não teremos maiores problemas — afirmou o capitão Fábio Bilhar, do 15º BPM, oficial presente no local.

Durante este sábado, caminhões-tanques carregados com combustíveis saíram do local com o objetivo de abastecer o aeroporto Salgado Filho e serviços de emergência na área da saúde e da segurança. Fonte GAÚCAHZH/15h30min/27 de maio

Matéria publicacada em 27/05/2018
COMPARTILHE ESTA PÁGINA
» Arquivo de Notícias
O panambinews.com é totalmente contrário a prática de cópias não autorizadas de conteúdo, matérias e fotos ( violação de direitos autorais ) e também não autoriza a reprodução de seu conteúdo em outros sites, portais ou ainda em mídia impressa, a não ser sob autorização escrita e certificada. Podendo apenas compartilhar nas redes socias preservando as informações, links e créditos originais.