»Polícia - Panambi News

Operação combate tráfico de drogas em 22 cidades do Rio Grande do Sul

Organização criminosa comandava comércio de entorpecentes de casas prisionais do Estado

Uma operação da Polícia Civil, deflagrada na manhã desta terça-feira, combate o tráfico de drogas em 22 cidades do Rio Grande do Sul. A ofensiva, chamada de Android, tem o objetivo de cumprir 104 mandados judiciais. A intenção é desmantelar o comércio de entorpecentes praticado por suspeitos que integram uma organização criminosa, comandada de casas prisionais do Estado. Até o momento, 45 pessoas foram detidas.

São 43 mandados de prisão e 61 mandados de busca e apreensão domiciliar em Santo Augusto, Coronel Bicaco, Redentora, Campo Novo, Tenente Portela, Três Passos, Crissiumal, Independência, São José do Inhacorá, Três de Maio, Ijuí, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Carazinho, Lagoa Vermelha, Lajeado, Dois Irmãos, Campo Bom, Montenegro, Novo Hamburgo, Charqueadas e Santiago, e na região de Florianópolis (SC).

Comando de quem está preso

Durante as investigações, iniciadas em julho de 2017, os policiais descobriram que líderes do tráfico que estão presos comandaram e gerenciaram comparsas que realizavam o transporte, o fracionamento e a entrega de drogas para usuários.

A estrutura da organização contava com gerentes regionais, responsáveis por recepcionar e distribuir a gerentes locais em cada cidade da região Celeiro drogas vindas do Vale do Sinos. Em cada cidade, controlados de forma rígida de dentro de presídios, traficantes locais fizeram funcionar “bocas de fumo”. O fenômeno, considerado novo na região pela Polícia Civil, foi marcado por intensa disputa de territórios de tráfico e “ajustes de contas” entre traficantes. Correio do Povo

Policiais civis de Panambi e Condor, também estiveram presente na operação somando mais de 200 policiais.

 

Matéria publicacada em 24/07/2018
COMPARTILHE ESTA PÁGINA
» Arquivo de Notícias
O panambinews.com é totalmente contrário a prática de cópias não autorizadas de conteúdo, matérias e fotos ( violação de direitos autorais ) e também não autoriza a reprodução de seu conteúdo em outros sites, portais ou ainda em mídia impressa, a não ser sob autorização escrita e certificada. Podendo apenas compartilhar nas redes socias preservando as informações, links e créditos originais.