»Geral - Panambi News

Cruz Alta tem 48 casos confirmados de caxumba

Foto: Djovana Souza (Divulgação)
Foto: Djovana Souza (Divulgação)

Saiba como se prevenir

Um surto de caxumba levou a prefeitura de Cruz Alta a alertar a população para a necessidade de vacinação contra a doença. Segundo dados da Vigilância Epidemiológica do município, 48 casos teriam sido notificados desde o início do mês passado, a maioria em adultos. Para combater o alastramento do vírus, 20 unidades municipais de saúde da cidade estão oferecendo vacinação - nos 19 postos de Estratégia Saúde da Família (ESF) e no Centro de Saúde da Mulher (confira os horários no quadro ao lado). A vacina é aplicada mediante apresentação da carteira de vacinação.

- Estamos vivendo um surto da doença em nosso município. A maioria dos casos ocorre justamente nesta estação do ano. Porém, como a doença se transmite por via aérea, e o contato é rápido e de alta disseminação, reforçamos o pedido para que a população mantenha em dia a imunização da tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) de acordo com o calendário nacional de vacinação - alerta a enfermeira Tamara Lorenzon, coordenadora da Vigilância Epidemiológica do município.

Para pessoas com até 29 anos de idade, são aplicadas duas dose da vacina, e nas pessoas com até 49 anos, uma dose.

A caxumba é uma doença infecciosa causada por um vírus que causa inflamação nas glândulas salivares acompanhada de sintomas como febre baixa, dor muscular (mialgia), dor de cabeça, dores nas articulações e no ouvido, além de mal-estar em geral. A transmissão corre pelo ar, por meio de disseminação de gotículas ou por contato direto com secreções respiratórias ou saliva de pessoas infectadas.

A transmissão

Conhecida como parotidite infecciosa, a caxumba é causada por um vírus que atinge crianças e adultos

A transmissão ocorre por via aérea (disseminação de gotículas da fala ou por contato direto com saliva de pessoas infectadas)

O período de incubação é de 12 a 25 dias, sendo, em média, de 16 a 18 dias, enquanto que o período de transmissão varia entre 6 e 7 dias antes das manifestações clínicas e até 9 dias após o surgimento dos sintomas

Os sintomas

Febre baixa

Dor muscular, de cabeça, nas articulações e no ouvido

Mal-estar geral

Em alguns casos, porém, não há sintomas específicos

Como se prevenir

Por meio de vacinação

Em caso de contrair a doença, o paciente deve repousar e receber acompanhamento médico para evitar complicações

Em Cruz Alta, 20 unidades de saúde estão vacinando. Nos postos de Estratégia Saúde da Família (ESF), o atendimento é das 8h ao meio-dia e das 13h30min às 17h30min, de segunda a sexta-feira. Já o Centro de Saúde da Mulher está vacinando das 7h30min às 17h30min

Na hora de se vacinar, é importante levar a carteira de vacinação. Diário de Santa Maria

Matéria publicacada em 04/10/2018
COMPARTILHE ESTA PÁGINA
» Arquivo de Notícias
O panambinews.com é totalmente contrário a prática de cópias não autorizadas de conteúdo, matérias e fotos ( violação de direitos autorais ) e também não autoriza a reprodução de seu conteúdo em outros sites, portais ou ainda em mídia impressa, a não ser sob autorização escrita e certificada. Podendo apenas compartilhar nas redes socias preservando as informações, links e créditos originais.