»Geral - Panambi News

Com quase R$ 250 milhões a receber, santas casas avaliam pedir novo financiamento

Secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann, deve participar de encontro com as entidades
Secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann, deve participar de encontro com as entidades

Governo do Estado não repassa desde setembro de 2018 o valor das parcelas mensais aos hospitais filantrópicos do Rio Grande do Sul

Assembleia foi marcada para sexta-feira

Representantes de 269 hospitais filantrópicos do Rio Grande do Sul estarão reunidos na próxima sexta-feira (15) para debater a possibilidade de uma nova edição do Funafir, linha de crédito voltado às santas casas. Isso porque as instituições acumulam mais de R$ 245 milhões a receber do governo do Estado – resultado da soma das parcelas em atraso desde o mês de setembro de 2018, recursos que deveriam ser pagos pela Secretaria Estadual da Saúde (SES) aos hospitais por serviços prestados pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A reunião está marcada para as 10h no Hotel Continental, em Porto Alegre. De acordo com a federação, é esperada a participação da secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann.

Dos R$ 245 milhões, cerca de R$ 185 milhões são do passivo deixado pelo governo de José Ivo Sartori, referente aos meses de setembro, outubro e novembro de 2018. O mês de dezembro já é de competência da nova gestão, comandada por Eduardo Leite, pois os serviços são cobrados no mês seguinte, no caso, janeiro de 2019.

Em nota, a SES informou que “a programação de pagamentos do atual governo, referente a janeiro está em análise na Junta de Conciliação Orçamentária e Financeira (Juncof) da Secretaria da Fazenda”. Sobre o passivo herdado pelo novo governo, a SES destaca, também em nota, que “está fazendo o levantamento do total de restos a pagar para posterior negociação com municípios, hospitais e demais credores”.

Além da dívida com os hospitais filantrópicos, o Piratini acumula R$ 650 milhões em débito com os municípios na área da saúde. Os dados são da Federação dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs). O Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems-RS) trabalha com o montante de R$ 900 milhões que o governo gaúcho deve aos municípios e às santas casas no âmbito da saúde pública. Gaúchazh

Matéria publicacada em 11/02/2019
COMPARTILHE ESTA PÁGINA
» Arquivo de Notícias
O panambinews.com é totalmente contrário a prática de cópias não autorizadas de conteúdo, matérias e fotos ( violação de direitos autorais ) e também não autoriza a reprodução de seu conteúdo em outros sites, portais ou ainda em mídia impressa, a não ser sob autorização escrita e certificada. Podendo apenas compartilhar nas redes socias preservando as informações, links e créditos originais.